PROJETO PEDAGÓGICO BACHARELADO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO

CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E NATURAIS

DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA

COLEGIADO DO CURSO DE GEOGRAFIA

 

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE GEOGRAFIA HABILITAÇÃO BACHARELADO

 

Vitória (ES)

Janeiro de 2011


 

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE GEOGRAFIA HABILITAÇÃO BACHARELADO

1 – CONSIDERAÇÕES INICIAIS

A formação do profissional da Geografia, no Brasil, teve início há várias décadas, em decorrência da necessidade urgente e imediata de se formar professores para o nível médio (Licenciatura), sendo que também adquiriam a habilitação de Bacharelado.

Devido às suas especificidades, a Geografia tem ido além da área acadêmica e de atuação do geógrafo, podendo ser usada até na propaganda de desenvolvimento nacional e de segurança de um país, numa demonstração de que não se deve subestimar ou ignorar a importância deste conhecimento, de acordo com quem faz uso dele.

A História tem mostrado que, em muitos Estados, “a geografia é claramente percebida como um saber estratégico reservado a uma minoria e os mapas, assim como a documentação estatística, que dá uma representação precisa do país, são reservados à minoria dirigente” (Lacoste, 1988).

Nos últimos anos, a Geografia tem evoluído como ciência que busca conhecer e explicar as múltiplas dimensões existentes entre sociedade e natureza. Tais dinâmicas, aliada à existência de um conjunto de interfaces com várias áreas do conhecimento científico, exigem o aprofundamento do saber produzido, bem como a abertura de novos caminhos que proporcionem o aperfeiçoamento teórico-metodológico e a introdução de novas tecnologias de representação, de análise e de interpretação do espaço.

No Espírito Santo, Curso de Geografia teve sua origem no Curso de História / Geografia, em agosto de 1953, quando foi criada a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras, FAFI, em Vitória. Posteriormente, em 1955, ocorreu o desmembramento da graduação simultânea das duas habilitações de conhecimento.

De sua implantação até o presente tempo, as modificações legais e ou institucionais foram definidas por resoluções e pareceres. Durante o seu percurso as alterações exigidas foram implantadas sem que houvesse um Projeto Pedagógico específico, tanto para a Licenciatura como para o Bacharelado, o que não significa a ausência de uma organização estrutural que legitime o funcionamento acadêmico-pedagógico.

Em 1964, tendo em vista que a profissão de geógrafo ainda não tinha sido regulamentada em projeto de lei que tramitava no Congresso Nacional, o Bacharelado em Geografia foi extinto, permanecendo apenas a Licenciatura.

Em 7 de dezembro de 1977, foi aprovada a Lei nº. 6.496, que instituía a Anotação de Responsabilidade Técnica na prestação de serviços de Engenharia, de Arquitetura e Agronomia. 

A partir daí, outras medidas legais foram adotadas, tais como as atribuições concedidas ao geógrafo pelo artigo 10, da Lei nº 6.664, de 26 de junho de 1979, regulamentadas pelo Decreto nº. 85.138, de 15 de setembro de 1980, que estabelece, ainda, a fiscalização do exercício da profissão de Geógrafo como de competência do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia da Jurisdição em que a atividade for exercida.  

Assim, em 1983, o Bacharelado em Geografia foi reativado pela Decisão nº. 34 / 83 – GR/UFES, de 18 de agosto, com a exigência de 2.400 horas. Com a retomada do Curso outras alterações foram incorporadas ao currículo procurando atender às exigências da nova profissão.  

Novamente, o curso de Bacharelado seguiu junto com a Licenciatura, com suas especificidades e similitudes, procurando atender ao desenvolvimento da ciência geográfica e às determinações de ordem legais.

Pode-se dizer, então, que as alterações implementadas ocorreram por conta das legislações pertinentes aprovadas pelo Conselho Federal de Educação - CFE, pelo Conselho de Ensino e Pesquisa - CEPE / UFES, pelo Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia – CONFEA, pela necessidade de se atender às exigências requeridas pela dinamicidade da ciência geográfica.

Em continuidade ao processo foi elaborado o Projeto Pedagógico do Curso de Bacharelado em Geografia que procurou contemplar uma formação mais adequada aos novos tempos e atender às exigências legais, às transformações do espaço geográfico, ao desenvolvimento da ciência geográfica e às transformações do meio técnico-científico-informacional. A proposta curricular resultante foi implantada a partir de 2006.

 

2 – ÁREAS DE ATUAÇÃO DO BACHAREL EM GEOGRAFIA

O Bacharel em Geografia pode atuar em órgãos de planejamento, em empresas estatais e privadas, e como professor de ensino superior.

Segundo o art. 4º., do Decreto nº. 85.138/80, o Geógrafo pode exercer as atividades de investigação puramente científicas, sejam as destinadas ao planejamento e implantação da política social, econômica e administrativa de órgãos públicos e às da iniciativa  de natureza privada, por meio de:

  1. órgãos e serviços permanentes de pesquisas e estudos, integrantes de entidades científicas, culturais, econômicas ou administrativas;

  2. prestação de serviços ajustados para a realização de determinado estudo ou pesquisa, de interesse  de instituições públicas ou particulares, inclusive perícia e arbitramentos;

  3. prestação de serviços de caráter permanente, sob a forma de consultoria ou assessoria, junto a organizações públicas ou privadas.

De acordo com o Anexo II da Resolução 1010/2005, aprovada pelo CONFEA em 08.12.2005, no âmbito da Geografia, o campo de atuação profissional abrange Tecnologia da Geografia; Ciências da Terra e Meio Ambiente; Antropogeografia e Geoeconomia.   

 

2.1 – MODALIDADES DE INGRESSO E VAGAS

O ingresso no Curso de Geografia ocorre por Concurso Vestibular, realizado anualmente, reopção de Curso conforme Resolução nº 37/95 - CEPE,  transferência facultativa e amparo legal (Res. Nº 28/99 - CEPE ) e seleção para novo Curso Superior (Res. Nº  31/2000 - CEPE).

As vagas oferecidas anualmente atingindo o máximo de 80, distribuídas em dois semestres: 40 para o diurno, com entrada no primeiro semestre, e 40 para o noturno, com entrada no segundo semestre.

O graduando pode optar por uma das Habilitações (Licenciatura ou Bacharelado) ou realizar as duas.

 

3 – CURSO DE GEOGRAFIA – MODALIDADE BACHARELADO

3.1 – DIAGNÓSTICO DO CURSO

Até a implantação do atual currículo, o curso se desenvolveu buscando atender a exigências específicas, conforme abordagens anteriores, podendo-se dizer que foi resultado do somatório de alterações curriculares impostas por Leis, Decretos, Pareceres, Decisões, etc., oriundos do Ministério da Educação e desta Instituição de Ensino Superior, e das constantes tentativas de reformulação objetivando adequá-lo aos novos tempos, sem que, contudo, houvesse uma regulamentação específica para o Bacharelado.

Somente em 2007 foi estabelecida a carga horária de acordo com o Parecer do CNE/CES, de nº. 08/2007, e com a Resolução CNE/CES nº. 2/2007, de junho de 2007, que estabelece a carga horária mínima de 2.400 horas para o Bacharelado em Geografia, o que possibilitou a elaboração do seu Projeto Político.

Tendo em vista que as duas modalidades, Bacharelado e Licenciatura, tem uma base comum, optou-se por adotar a linha estabelecida no Projeto da Licenciatura, resguardados os seus objetivos específicos.

3.2 – OBJETIVOS

O profissional da Geografia, para o efetivo exercício de sua profissão deve adquirir determinadas competências e desenvolver certas habilidades, de caráter geral e específico, durante o período de sua formação.

Assim, os objetivos que permeiam o Projeto Pedagógico do Curso estão orientados no sentido de proporcionar as condições necessárias para o desenvolvimento de habilidades e de competências, imprescindíveis para o seu desempenho profissional, com ênfase a

  1. compreensão dos processos históricos construídos em diferentes tempos e dos processos contemporâneos que resultam em mudanças na organização e na produção dos diferentes espaços;

  2. investigação, reconhecimento, compreensão, inter-relação e análise dos fenômenos sócio-espaciais;

  3. prática pedagógica;

  4. representação e comunicação cartográfica.

No caso do Bacharel em Geografia a ser graduado pela UFES, outros elementos deverão constar em sua formação visando torná-lo um profissional capacitado para compreender a formação e a organização do espaço geográfico, a partir das dimensões física, biótica, social, cultural, política e econômica, em suas dinâmicas espaciais e temporais; para atuar de forma crítica e ética em face da realidade que se lhe apresenta; para produzir pesquisas, elaborar e desenvolver projetos que necessitem da aplicação de conhecimentos geográficos e de legislação pertinente.

3.3 - ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO

O desenvolvimento da Geografia, como ciência, requer a introdução e o aprofundamento de metodologias e de novas tecnologias de representação e de interpretação do espaço, que surgem como desafios para a formação do profissional da Geografia, sejam no campo da pesquisa, sejam no desempenho do trabalho de professor do ensino superior.

No sentido de proporcionar condições para o desenvolvimento de atividades relacionadas ao ensino, à pesquisa e à extensão, o Departamento de Geografia criou:

  1. os laboratórios de Geografia Física, Geografia Humana, de Cartografia e de Geomática, que têm dupla finalidade, sendo usados para aulas e, também, para apoio às pesquisas, exceto os de Geografia Humana e de Cartografia;

  2. Um Núcleo de Estudos, Programa Permanente de Extensão, que possui um acervo bibliográfico disponível à consulta para os alunos do curso, para seus professores e para a comunidade em geral.

O Curso conta, também, com um laboratório, denominado Museu de Minerais e Rochas, onde são ministradas aulas e realizadas pesquisas, que se encontra inserido, administrativamente, no Departamento de Oceanografia e Ecologia.

Dispõe, ainda, do Laboratório de Ensino e Aprendizagem de Geografia – LEAGEO - também categorizado como Programa Permanente de Extensão, onde são desenvolvidas pesquisas, trabalhos e oficinas relacionadas ao ensino, à aprendizagem  e  à  produção  de  material  didático  pedagógico  para  a  área  de Geografia. Funciona sob orientação dos Professores de Prática de Ensino de Geografia, do Centro de Educação, e agrega projetos interdisciplinares dos Departamentos de Didática e Prática de Ensino e de Geografia.

3.4 – PRINCÍPIOS NORTEADORES

As discussões sobre a formação do profissional da Geografia têm sido objeto de debates em encontros que ocorrem em nível local, regional e nacional.

Vários questionamentos surgem. Qual a formação mais adequada para o profissional da Geografia na atualidade? Quais conteúdos são prioritários para essa formação? Deverá existir uma formação diferenciada para o Licenciado e o Bacharel em Geografia? Que Geografia se quer construir neste novo milênio?...

Aprender coisas novas, entender que o conhecimento é um processo cumulativo, superar o que é velho ou antigo sem, contudo eliminá-lo ou dispensá-lo, ter vontade de conhecer mais, superar nossas limitações, remover obstáculos são alguns dos aspectos importantes ou desafios para os geógrafos no exercício de sua profissão.

É com esse espírito que foi elaborado o Projeto Pedagógico do Curso de Bacharelado em Geografia, adequando-o às novas Diretrizes Curriculares e às exigências contidas nos Pareceres que tratam da modalidade, às leis e decretos que regulamentam a profissão do Geógrafo e ao que se espera do profissional.

 

4 - DIRETRIZES CURRICULARES

A Projeto Político Pedagógico do Curso de Bacharel em Geografia procurou atender as exigências estabelecidas pela LDBEN e as Resoluções e Pareceres do CNE/CES.

A reformulação curricular foi alimentada pelas discussões efetuadas em várias instâncias, incluindo as realizadas pelo Colegiado de Curso, pela Comissão de Ensino e pelo Departamento de Geografia, contando com a efetiva colaboração dos professores deste Departamento, de Ciências Sociais, de Psicologia, de Oceanografia e Ecologia e o de Didática e Prática de Ensino, com representação no Colegiado.

O currículo elaborado para o Curso de Bacharelado em Geografia, da UFES, tem como base o estabelecido no Parecer do CNE/CES, de nº. 08/2007, na Resolução CNE/CES nº. 2/2007, de junho de 2007, que estabelece a carga horária mínima de 2.400 horas para o Bacharelado em Geografia, e na Resolução do CNE/CES nº. 14/2002, de 13 de março de 2002, que estabelece, em seu art. 2º, as diretrizes curriculares que devem orientar a formulação do Projeto Pedagógico dos Cursos de Geografia.

Os conteúdos curriculares propostos estão organizados em 3 (três) núcleos:

  1. Núcleo específico - que abrange os conteúdos referentes ao conhecimento geográfico;

  2. Núcleo complementar – que engloba conteúdos considerados necessários para a aquisição de conhecimento geográfico e que podem ser oriundos de outras áreas de conhecimento, inclusive os de natureza específica da Geografia;

  3. Núcleo de opções livres – que é composto de conteúdos a serem escolhidos pelo próprio aluno.

 

4.1 – Diretrizes Curriculares e Currículo Proposto

No intuito de estabelecer a relação entre os conteúdos curriculares explicitados nas Diretrizes Curriculares e as respectivas disciplinas desta proposta curricular, foi elaborado o quadro 1, apresentando uma comparação entre a Resolução CES/CNE nº. 14 e o currículo que se pretende.

Quadro 1 - Comparação entre as Diretrizes Curriculares e o Currículo Proposto

Resolução CES/CNE nº 14/2002 (Conteúdos)

Proposta Curricular

Disciplinas

Núcleo Específico – conteúdos referentes ao conhecimento geográfico (obrigatório).

Elementos Epistemológicos da Geografia; Cartografia Geográfica I; Cartografia Geográfica II; Geografia da População; Geografia Urbana; Geografia Rural; Geografia da Mobilidade; Geografia Política e Geopolítica; Geografia Humana e Cultural do Brasil; Regionalização do Espaço Mundial; Biogeografia e Meio Ambiente; Climatologia Geográfica; Geomorfologia; Geopedologia; Sistema de Informações Geográficas – SIGs; Introdução ao Sensoriamento Remoto; Metodologia da Pesquisa Geográfica; Geografia e Planejamento; Estágio Supervisionado; Trabalho de Conclusão I e II.

(1.320 horas).

Núcleo Complementar – conteúdos considerados necessários à aquisição de conhecimento geográfico e que podem ser oriundos de outras áreas de conhecimento, mas não excluem os de natureza específica da Geografia.

Introdução a Filosofia; Geologia Geral; Noções Gerais de Estatística; Sociologia Geral; Formação do Mundo Contemporâneo; Introdução à Antropologia; Economia Brasileira; Ciências do Ambiente; Aspectos da Hidrologia Continental (570 horas).

Núcleo de Opções Livres – conteúdos a serem escolhidos pelo próprio aluno.

As disciplinas optativas ou livres correspondem a 840 horas, no mínimo, para integralização curricular e podem ser escolhidas entre as optativas do Núcleo Específico, do Núcleo Complementar, ou do Núcleo Livre. Entretanto, deverão cursar, no mínimo, 50 (cinqüenta) por cento de disciplinas do Núcleo Específico; pode ser usado no máximo de 50 (cinqüenta) por cento do Núcleo de Opções Livres e, no máximo 25 (vinte e cinco) por cento de disciplinas de caráter pedagógico para a integralização mínima prevista. (840 horas)

Para compor o elenco de disciplinas do novo currículo do BACHARELADO, além do Departamento de Geografia, foram consultados os Departamentos de Ciências Sociais, Filosofia, Estatística, Serviço Social, Economia, de Oceanografia, de Psicologia, História, Didática e Prática de Ensino.

 

4.2 – Regulamento do Estágio Curricular Obrigatório

I – DA CARACTERIZAÇÃO DO ESTÁGIO

Art. 1º O Estágio Curricular Obrigatório do Curso de Graduação em Geografia – Bacharelado, do Centro de Ciências Humanas e Naturais (CCHN) da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), constitui-se como parte de sua estrutura curricular, sendo formatado como disciplina a ser denominada Estágio Supervisionado, com carga horária de 120 horas, 04 créditos e como pré-requisito o cumprimento, por parte do aluno, de 70 (setenta) créditos do Currículo de Bacharelado.

Art. 2º O Estágio caracteriza-se como um conjunto de atividades de aprendizagem profissional sob a forma de ações instituídas, devidamente acompanhadas e supervisionadas por docentes do Departamento de Geografia do CCHN-Ufes, que serão os responsáveis pela disciplina, e por profissional orientador.

Art. 3º Poderão ser desenvolvidos estágios em quaisquer áreas da competência do Geógrafo definidas no inciso I do Art. 3º da Lei 6664/79.

II – DOS OBJETIVOS DO ESTÁGIO

Art. 4º  Os estágios têm como objetivo:

  1. - possibilitar a formação em ambiente institucional, empresarial ou comunitário em geral;

  2. - propiciar a interação com a realidade profissional e o ambiente de trabalho;

  3. - integrar os conhecimento de pesquisa, extensão e ensino com o beneficio da sociedade, de acordo com a realidade local e nacional;

  4. - desenvolver concepção de multidisciplinaridade e indissociabilidade entre teoria e prática;

  5. - garantir o conhecimento, a análise e a aplicação de novas tecnologias, metodologias, sistematizações e reorganizações de trabalho;

  6. - possibilitar o desenvolvimento do comportamento ético e compromisso profissional, contribuindo para o aperfeiçoamento profissional e pessoal do estagiário;

  7. - possibilitar a avaliação contínua do respectivo curso subsidiando o Colegiado do Curso de Geografia com informações que permitam adaptações ou reformulações curriculares;

  8. - promover a integração do curso de bacharelado em Geografia com a sociedade.

 

III – DO CAMPO DE ESTÁGIO

Art. 5º Considera-se campo de estágio a UFES, outras instituições públicas, privadas ou mesmo comunidades que tenham o geógrafo para orientar o estagiário e que seja exeqüível a supervisão do professor responsável pela disciplina e deverá apresentar condições para:

  1. planejamento e desenvolvimento conjunto das atividades do estágio;

  2. aprofundamento dos conhecimentos teórico-práticos da respectiva área profissional;

  3. vivência da realidade de trabalho próprio da profissão.

Art. 6º Para a realização do estágio é exigido que o cedente:

  1. possua infra-estrutura material e recursos humanos que garantam a supervisão e as condições necessárias para a realização do estágio;

  2. aceite a supervisão e avaliação da Universidade Federal do Espírito Santo;

  3. aceite as normas que regem os estagiários da Universidade Federal do Espírito Santo;

  4. use os modelos de formulários propostos pela Universidade Federal do Espírito Santo para as assinaturas de convênios, termos de compromisso e termos aditivos.

 

IV - DA ORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVA

Art. 7º A disciplina Estágio Curricular Obrigatório terá professor responsável indicado pelo Departamento de Geografia, o qual será denominado Supervisor de Estágio.

Art. 8º O supervisor de estágio e demais professores indicados pelo Departamento compõem a Comissão de Estágio do Curso de Bacharelado em Geografia, a qual terá a função de compatibilizar a política, a organização e o desenvolvimento do estágio.

Art. 9º Serão atribuições do Supervisor de Estágio:

  1. analisar e, se for o caso, aprovar os Planos de Estágio encaminhados pelos alunos matriculados na disciplina Estágio Curricular Obrigatório.

  2. realizar o acompanhamento da realização dos estágios por meio de relatórios, apresentações orais e outros procedimentos pertinentes;

  3. proceder a avaliação de cumprimento do Plano de Estágio;

  4. organizar a documentação pertinente para fins de certificação, pelo Departamento de Geografia, do orientador externo e do aluno.

 

V - DAS CONDIÇÕES PARA REALIZAÇÃO DO ESTÁGIO

Art. 10 A matrícula na disciplina Estágio Curricular Obrigatório só poderá ser efetuada após o aluno ter cumprido 70 (setenta) créditos no curso de Bacharelado em Geografia.

Art. 11 Após matriculado, o aluno terá de apresentar, antes de encerrado o primeiro quarto de dias letivos do período, um Plano de Estágio em que conste o detalhamento das atividades a serem desenvolvidas, a identificação do enquadramento das atividades de estágio no rol de atribuições definidos na Lei 6664/79 e as qualificações do profissional orientador e do local de desenvolvimento do estágio.

Art. 12 O estágio só terá validade para fins do cumprimento da disciplina se o seu Plano for devidamente aprovado pelo supervisor no prazo estabelecido no Art. 10.

VI - DA SUPERVISÃO DO ESTÁGIO

Art. 13 A supervisão de estágio obrigatório realizar-se-á por meio de acompanhamento e avaliação das atividades.

Parágrafo Único - O professor supervisor poderá desempenhar o papel de profissional orientador para algumas áreas específicas de oferta de estágio no âmbito do CCHN-UFES.

VII - DAS FORMAS DE SUPERVISÃO

Art. 14 O acompanhamento do estágio pelo professor supervisor dar-se-á em uma das seguintes formas de acordo com o local de realização do estágio:

  1. presencial – acompanhamento sistemático, com freqüência mínima semanal, do estagiário na execução das atividades planejadas, podendo complementar-se com outras atividades na Universidade federal do Espírito Santo e/ou no local de estágio;

  2. semi-presencial – acompanhamento por meio de visitas periódicas ao local do estágio pelo professor supervisor, o qual manterá contatos com o profissional supervisor e com o estudante, para implementar as possíveis complementações;

  3. não presencial - acompanhamento por meio de reuniões e de relatórios parciais e final elaborados pelo estagiário, com a ciência do profissional supervisor. Poder-se-ão programar reuniões e visitas com o profissional supervisor para o redirecionamento julgados necessários.

 

VIII - DA ORIENTAÇÃO DO ESTÁGIO

Art. 15 Entende-se por orientação de estágio o acompanhamento diário e rotineiro das atividades do estagiário, realizado pelo profissional da área de Geografia no local onde será realizado o estágio, visando o esclarecimento de dúvidas e aplicação dos conhecimentos teórico-práticos, de acordo com as necessidades do campo de estágio.

Parágrafo único: profissionais de outras áreas de formação mas que atuem em atividades profissionais abrigadas pelas atribuições constantes na Lei 6664/79 poderão atuar como orientadores de estágio após aceite do supervisor.

IX - DA ATRIBUIÇÃO DE CARGA HORÁRIA À SUPERVISÃO

Art. 16 A supervisão do estágio obrigatório é uma atividade de ensino constante da carga de trabalho do professor supervisor e do Departamento de Geografia.

X - DA APRESENTAÇÃO ESCRITA DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO

Art. 17 O estagiário deverá elaborar relatório referente ao estágio, onde registrará os resultados e as ações vivenciadas no local de realização do estágio.

XI - DA AVALIAÇÃO

Art. 18 A avaliação do estagiário deverá ser processual de caráter qualitativo e será feita pelo professor-supervisor e pelos profissionais orientadores. Serão levadas em consideração as várias atividades realizadas pelo estagiário.

Parágrafo Único - É direito do estagiário conhecer os critérios usados e os resultados obtidos nas avaliações parciais e receber orientações que possam ajudá-lo no desenvolvimento de suas atividades.

Art. 19 Para obter aprovação na disciplina / atividade de estágio o estudante deverá:

  1. ter freqüência de 75% nas atividades previstas;

  2. apresentar média final na disciplina Estágio Supervisionado igual ou superior a 7,0.

 

XII - DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

Art. 20 O regulamento de estágio supervisionado do Curso de Bacharelado em Geografia do CCHN-UFES segue a resolução que regulamenta os estágios supervisionados em curso de Graduação da UFES.

4.3 – Trabalho de Conclusão de Curso – TCC

O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) tem como objetivo principal iniciar o graduando na pesquisa científica proporcionando-lhe a oportunidade de exercitar a capacidade em desenvolver e expor seus argumentos de maneira articulada e formalmente correta, de acordo com normas pré-estabelecidas e sob a orientação de um professor do curso de Bacharelado, sendo esta a condição para efetuar a matrícula.

Na eventual orientação por membro docente não vinculado ao curso, esta deverá ser objeto de apreciação em reunião pelo Departamento de Geografia.

A atividade a ser desenvolvida individualmente se encontra dividida em 2 disciplinas: Trabalho de Conclusão de Curso I (TCC I) e Trabalho de Conclusão de Curso II (TCC II).

O TCC I, com 60 horas, tem como pré-requisito o cumprimento de 90 (noventa) créditos e a partir do 7º período do curso. Destina-se à elaboração do projeto cujo tema deverá ser desenvolvido no TCC II.

O TCC II, com 60 horas, tem como pré-requisito a aprovação na disciplina TCC I. Corresponde a um trabalho monográfico, de tema relacionado aos conteúdos geográficos considerados relevantes. O trabalho deve conter a formulação, a análise e, dependendo do tema, propostas de soluções para o problema.

Cabe ao professor orientador acompanhar e avaliar a atividade que está sendo desenvolvida pelo graduando e aprovar o projeto.

Em relação ao TCC II, cabe também ao orientador acompanhar a evolução da atividade e encaminhar ao Departamento, para apreciação, a sugestão dos membros que deverão compor a Banca de avaliação da versão final escrita, cuja defesa será pública. O aluno deverá encaminhar aos membros da banca, com antecedência mínima de 15 dias, cópias individuais para análise do trabalho.

A Banca Avaliadora será presidida pelo professor orientador e poderá ser composta de dois professores do quadro docente responsável pela oferta de disciplinas ao Curso de Bacharelado e um suplente. Poderá, também, participar da Banca Avaliadora um professor externo ao Curso e à Universidade desde que submetido à apreciação pelo Departamento de Geografia.

Após a aprovação do trabalho, e efetuada as correções devidas (se for o caso), o professor orientador encaminhará o resultado final ao Departamento para que sejam tomadas as providências de registro das notas. O aluno deverá disponibilizar uma cópia, digital e em CD, ao Núcleo de Estudos “Lúcia Alves Correa”.

 

4.4 – Integralização Curricular

Para a determinação da carga horária do curso foram consultados os Pareceres do CNE/CES, sobretudo o de nº. 08/2007, e a Resolução CNE/CES nº. 2/2007, de junho de 2007 (Anexo XX), que estabelece a carga horária mínima de 2.400 horas para o Bacharelado em Geografia.

O Curso de Bacharelado em Geografia deverá ter a duração média de 9 períodos e a carga horária total de 2.930 horas. O prazo mínimo para integralização curricular é de 3 anos e meio e o prazo máximo é de 7 anos.

A carga horária de disciplinas de caráter obrigatório é de 1.890 horas, correspondendo a 30 disciplinas e 107 créditos, e a de optativas é de 840 horas.

As atividades acadêmico-científico-culturais a serem desenvolvidas durante o curso devem perfazer um total mínimo de 200 horas.

Então, para a integralização curricular foram estabelecidas algumas regras que o aluno necessita cumprir para concluir o Curso de Bacharel em Geografia da UFES, conforme consta no quadro 2.

 

Quadro 2 - Integralização Curricular

 

 

1 – Etapas  Curriculares

- disciplinas optativas

- disciplinas obrigatórias

- atividades acadêmico-científico-culturais

- total do curso

 

Créditos

-

-

107

-

107

 

Carga Horária

-

840 horas

1.890 horas

200 horas

2.930 horas

 

2 – prazo mínimo para integralização curricular: 3 anos e meio

    - prazo máximo para integralização: 7 anos

3 – limite máximo de carga horária semestral (CHS): 450 horas

    - limite máximo de carga horária semanal: 30 horas

    - limite máximo de carga horária diária: 6 horas

 

 

Observações:

  1. O aluno poderá concluir o Curso em apenas três anos e meio, no caso de aproveitamento de estudos que possibilite a efetiva integralização curricular ou da maximização permitida (item 3).

  2. O aluno poderá cursar até 30 (trinta) horas semanais desde que não ultrapasse a carga horária diária de no máximo 6 (seis) horas.

c) O limite máximo de 30 (trinta) horas poderá ser excedido em até 04 (quatro) horas, em caráter excepcional e devidamente comprovado, apenas para os alunos formandos naquele período.

 

 

 

4.5 – Distribuição das Disciplinas

O elenco de disciplinas, obrigatórias e optativas, que compõem o currículo do Curso de Bacharelado em Geografia está sob a responsabilidade de diferentes Departamentos da UFES, de acordo com o quadro 3.

Quadro 3 – Distribuição das Disciplinas por Departamento

Campus: Campus Universitário de Goiabeiras

Curso: Bacharel em Geografia

Departamento

Disciplina

OB/OP

CHS

 

CR

T

E

L

GEO 05057

GEO 05056

GEO 05089

GEO 00472

GEO05092

GEO 05145

GEO 05058

GEO05984

GEO 05982

GEO 05147

GEO 05091

GEO 05811

GEO06307

GEO06368

GEO 05980

GEO 05977

GEO05813

GEO09192

GEO09222

GEO09221

GEO06382

GEO 03637

 GEO00461

GEO00469

GEO00470

GEO00471

GEO01733

GEO00476

GEO00478

GEO00479

GEO00481

GEO00985

GEO02351

GEO01732

GEO07017

GEO 09201

GEO09208

GEO 09187

GEO09194

GEO09176

GEO09207

GEO06369

GEO06370

GEO09202

GEO09170

GEO09206

GEO09197

GEO09191

GEO09198

GEO09188

GEO09171

GEO09199

GEO07000

GEO09173

GEO09174

GEO06371

GEO06372

GEO06373

GEO06376

GEO06377

GEO06375

GEO06386

GEO09203

GEO06378

GEO09223

GEO09205

GEO06379

GEO06374

GEO06380

GEO06381

Elementos Epistemológicos da Geografia

Cartografia Geográfica I

Sistema de  Inform. Geográficas – SIGs

Geografia da População

Climatologia Geográfica

 Geografia Urbana

 Cartografia Geográfica II

 Introdução ao Sensoriamento Remoto

Geografia Rural

Geomorfologia

Metodologia da Pesquisa Geográfica

Geopedologia

Geografia da Mobilidade

Geografia Política e Geopolítica

Geografia Humana e Cultural do Brasil

Biogeografia e Meio Ambiente

Regionalização do Espaço Mundial

Geografia e Planejamento

Trabalho de Conclusão de Curso I

Trabalho de Conclusão de Curso II

Estágio Supervisionado

Técnicas de Pesquisa Aplic. Geografia

Introdução a Cartografia

Geomorfologia Climática

Geomorfologia Submarina Litorânea

Cosmografia

Fitogeografia do Brasil

Região e Organização Espacial

América Latina

Geografia Física do Brasil

Regiões Brasileiras

Geografia Humana e Econômica Mares

Ecossistema Manguezal

Geografia do Espírito Santo

Conceitos de Geografia Humana

Hist.do Pensamento Geográfico Moderno

Os Domínios da Geog. Hum. Contemp.

Estudos de Geografia Urbana e Cultural

Geografia Política do Brasil

Demografia

Mét. Quantitativos Aplicados a Geografia

Seminários de Geografia I

Seminários de Geografia II

Introdução à Geografia Econômica

Análise e Gestão Ambiental

Manejo de Ecossistemas Tropicais

Geografia, Turismo e Educação Ambiental

Geografia dos Mares

Geografia, Turismo e Lazer

Física do Solo

Análise Estr. da Cobertura Pedológica

Geomorfologia de Processos de Vertente

Aerofotogeografia

Cartografia Escolar

Cartografia Geográfica Zonas Costeiras

Produção e Design de Mapas Temáticos

Ecossistemas Costeiros Brasileiros

Organiz. do Espaço do Espírito Santo

Produção Social do Espaço Construído

Geografia Agrária do Espírito Santo

Segregações e Fragmentações Urbanas

Mapeamento Geomorfológico

Introd. A Mudanças Climáticas Globais

Geog. dos Conf. Agrários e Sócio- Amb.

Tratam. de Imag. Orbitais e Aplic. Geogr.

Leit. Análise e Interp. de Doc. Cart. Sist.

Form. Territ. Eco. Reg. e Org. do Esp. Br.

Est. de Urbaniz. e Metropoliz. do Brasil

Elem. de Epistemologia da Geogr. Hum.

Sist. de Infor. Geogr. aplic. Rec. Nat. Ren.

Ob

Ob

Ob

Ob

Ob

Ob

Ob

Ob

Ob

Ob

Ob

Ob

Ob

Ob

Ob

Ob

Ob

Ob

Ob

Ob

Ob

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

 Op

 Op

Op

60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

120

60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

 60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

4

3

3

3

3

4

3

3

4

3

3

3

4

3

4

3

4

3

3

3

6

3

3

4

4

4

3

4

4

4

4

4

3

3

4

3

3

3

3

3

3

4

3

4

4

3

3

3

3

3

3

3

3

3

3

3

3

3

3

3

3

3

3

4

3

3

3

3

3

3

60

30

30

30

30

60

30

30

60

30

30

30

60

30

60

30

60

30

30

30

60

30

30

60

60

60

45

60

60

60

60

60

30

30

60

30

30

30

30

30

30

60

30

60

60

30

30

30

30

30

30

30

30

30

30

30

30

30

30

30

30

30

30

60

30

30

30

30

30

30

00

00

00

30

00

00

00

00

00

00

00

00

00

30

00

00

00

30

30

30

60

30

30

00

00

60

00

00

00

00

00

00

30

30

00

30

30

30

30

30

30

00

30

00

00

30

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

30

30

00

30

00

30

00

00

00

30

30

30

30

00

30

30

00

30

00

30

30

00

30

30

30

00

00

00

30

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

30

30

30

30

30

30

30

30

30

30

30

00

00

30

00

30

00

00

30

30

00

00

00

00

 

Departamento

Disciplina

OB/OP

CHS

CR

T

E

L

ERN00463

ERN05916

ERN06183

ERN01745

ERN00488

ERN00989

ERN02825

ERN00988

ERN01546

Geologia Geral

Aspectos da Hidrologia Continental

Ciências do Ambiente

Introdução a Sedimentologia

Elementos de Ecologia

Oceanografia Geral

Aspectos Geológicos do Espírito Santo

Propriedade e Fertilidade dos Solos

Poluição Ambiental

Ob

Ob

Ob

Op

Op

Op

Op

Op

Op

90

60

60

60

75

75

60

45

60

5

4

4

3

4

4

4

3

4

60

60

60

30

45

45

60

45

60

30

00

00

30

30

30

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

 

Departamento

Disciplina

OB/OP

CHS

CR

T

E

L

STA00662

STA04695

Noções Gerais de Estatística

Estatística Aplicada às Ciências Sociais II

Ob

Op

60

60

3

3

30

30

30

30

00

00

Departamento

Disciplina

OB/OP

CHS

CR

T

E

L

 

HIS04690

Formação do Mundo Contemporâneo

Ob

60

4

60

00

00

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Departamento

Disciplina

OB/OP

CHS

CR

T

E

L

FIL00428

FIL02439

FIL02488

FIL02457

FIL02460

FIL02442

Introdução a Filosofia

História da Filosofia I

Filosofia dos Movimentos Sociais

Filosofia Política I

Teoria das Ciências I

Teoria do Conhecimento I

Ob

Op

Op

Op

Op

Op

60

60

60

60

60

60

4

4

4

4

4

4

60

60

60

60

60

60

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

 

Departamento

Disciplina

OB/OP

CHS

CR

T

E

L

CSO00176

CSO00184

CSO02937

CSO02940

CSO02941

CSO02635

CSO02973

CSO04698

CSO04703

CSO04704

CSO00185

CSO02942

Sociologia Geral

Introdução a Antropologia

Formação Sócio-Econ. e Política Brasil

Sociologia da Questão Agrária

Sociologia Urbana

Sociologia da Educação

Sociologia e Meio Ambiente

História Indígena e do Indigenismo

Antropologia e Meio Ambiente

Etnografia

Etnologia e Etnografia do Brasil

Formação Sócio-Econômica, Política e Cultural do Espírito Santo

Ob

Ob

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

Op

 

60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

45

60

4

4

4

4

4

4

4

4

4

4

4

4

60

60

60

60

60

60

60

60

60

60

45

60

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

00

 

Departamento

Disciplina

OB/OP

CHS

CR

T

E

L

PSI00764

PSI00759

Psicologia da Educação

Psicologia I

Obr

Opt

60

60

4

4

60

60

00

00

00

00

 

Departamento

Disciplina

OB/OP

CHS

CR

T

E

L

SSO00229

Política Habitacional

Op

60

4

60

00

00

 

Departamento

Disciplina

OB/OP

CHS

CR

T

E

L

LET02630

LET02153

LET02154

Língua Portuguesa

Inglês Instrumental

Francês Instrumental

Op

Op

Op

60

60

60

4

4

4

60

60

60

00

00

00

00

00

00

 

Departamento

Disciplina

OB/OP

CHS

CR

T

E

L

ECO06184

ECO07705

Economia Brasileira

Introdução a Economia Política

Ob

Op

60

60

4

4

60

60

00

00

00

00

 

Departamento

Disciplina

OB/OP

CHS

CR

T

E

L

DID 02503

EPS 05149

EPS 05979

EPS07604

EPS06311

EPS07580

Didática B VI

Tópicos Especiais de Ensino I

Tópicos Especiais de Ensino II

Tópicos Especiais de Ensino III

Estágio Supervisionado I

Estágio Supervisionado II

Op

Op

Op

Op

Op

Op

60

60

60

75

200

200

4

3

3

3

8

8

60

30

30

30

60

60

00

00

00

00

00

00

00

30

30

45

140

140

A carga horária de E (exercícios) e de L (laboratório) corresponde a atividades a serem desenvolvidas em sala de aula e laboratórios da Instituição e, também, dependendo das características das atividades, poderão ser realizadas fora do âmbito da UFES.

 

4.6 – Periodização Sugerida

No quadro 4 está estabelecida a seqüência sugerida para a matrícula nas disciplinas/atividades do currículo, relacionando cada disciplina com a carga horária semestral. Considerando o caráter experimental, a periodização, os pré-requisitos e co-requisitos, poderão sofrer alterações posteriores.  

 Quadro 4 – Matrícula por Disciplina – Seqüência Aconselhada

PE

CÓDIGO

DISCIPLINA

 CHS

PRÉ-REQ./CÓ

CR

T

E

L

 

STA00662

FIL00428

CSO00176

GEO05057

Geo05056

Noções Gerais de Estatística

Introdução à Filosofia

Sociologia Geral

Elem.  Epistemol. da Geog.

Cartografia Geográfica I

60

60

60

60

60

 

03

04

04

04

03

30

60

60

60

30

30

00

00

00

00

00

00

00

00

30

 

 

 

 

300

 

18

 

 

 

 

ERN00463

GEO05089

GEO05092

GEO05091

HIS04690

Geologia Geral

Sist. Inform. Geográ. – SIG

Climatologia Geográfica

Metodologia Pesq. Geográfica

Formação Mundo Contemp.

90

60

60

60

60

-

GEO05056

-

-

-

05

03

03

03

04

60

30

30

30

60

30

00

00

00

00

00

30

30

30

00

 

 

 

 

330

 

18

 

 

 

 

GEO00472

GEO05145

GEO05058

GEO05147

Geografia  da População

Geografia Urbana

Cartografia Geográfica II

Geomorfologia

Optativa Livre I

60

60

60

60 

60

-

-

GEO05056

ERN00463

03

04

03

03

30

60

30

30

30

00

00

00

00

00

30

30

 

 

 

 

300

 

13

 

 

 

 

GEO05811

GEO05977

GEO05813

Geopedologia

Biogeografia e Meio ambiente

Regionaliz. do Esp. Mundial

Optativa Livre II

Optativa Livre III

60

60

60

60

60

ERN00463

GEO05092

 

03

03

04

30

30

60

00

00

00

 

30

30

00

 

 

 

 

 

300

 

10

 

 

30

 

GEO05982

GEO05984

GEO05980

Geografia Rural

Introd. ao Sensoriam. Remoto

Geogr. Hum. e Cult. do Brasil

Disciplina Optativa Livre IV

Disciplina Optativa Livre V

60

60

60

60

60

 

03

03

04

30

30

60

00

00

00

30

30

00

 

 

 

 

300

 

10

270

 

30

 

GEO06307

GEO06308

GEO06382

Geografia da Mobilidade

Geogr. Política e Geopolítica

Estágio Supervisionado

Disciplina Optativa  Livre VI

60

60

120

60

 

GEO05813

 70 Créd.

04

04

06

60

60

60

 

00

00

00

 

00

00

60

 

 

 

300

 

14

 

 

 

 

GEO09222

GEO09192

 ERN05916

ECO06184

ERN06183

TCC I

Geografia e Planejamento

Aspectos Hidrolo. Continental

Economia Brasileira

Ciências do Ambiente

60

60

60

60

60

90 Créd.

-

-

 

03

03

04

04

04

30

30

60

60

60

30

30

00

00

00

00

00

00

00

00

 

 

 

 

300

 

18

 

 

 

 

GEO09221

CSO00184

GEO

GEO

GEO

TCC II

Introdução a Antropologia

Disciplina Opt. Departamental

Disciplina Opt. Departamental

Disciplina Opt. Departamental

60

60

60

60

60

GEO09222

03

04

30

60

30

00

00

00

 

 

 

 

300

 

07

 

 

 

 

Disciplina Optativa Livre VII

Disciplina Opt. Departamental

Disciplina Opt. Departamental

Disciplina Opt. Departamental

Disciplina Opt. Departamental

60

60

60

60

60

-

-

 

 

 

 

 

 

 

 

 

300

 

 

 

 

 

 

ATIVIDADES ACADÊMIC0-CIENTÍFICO-CULTURAIS

200 horas

 

TOTAL

2.930 horas

 

 

 

4.7 – ATIVIDADES ACADÊMICO – CIENTÍFICO – CULTURAIS

As atividades acadêmico – científico – culturais, num total mínimo de 200 (duzentas) horas serão computadas individualmente para cada aluno durante o percurso dos seus estudos, mediante comprovação de sua participação na: “produção coletiva de projetos de estudos, na elaboração de pesquisas, nas oficinas, seminários, monitorias, tutorias, eventos, atividades de extensão, das comunidades indígenas, da educação rural e de outras propostas de apoio curricular proporcionadas pelos governos dos entes federativos [e estaduais]” (de acordo com o Parecer CNE/CP 28/2001).

As atividades deverão ser avaliadas e aprovadas pelo Colegiado do curso, visando o enriquecimento da formação do profissional da Geografia.

Cada aluno deve exercer sua autonomia e adquirir competências específicas que atendam aos objetivos de cada um. O número de horas trabalhado por cada aluno deverá ser registrado pelos coordenadores de cada projeto como parte das 200 horas de atividades acadêmico-científico-culturais.

Outras atividades complementares também podem ser computadas, tais como: participação em eventos locais, regionais, nacionais e internacionais relacionados à Geografia; monitorias voluntárias ou não; participação efetiva e comprovada em semanas acadêmicas, congressos, jornadas, encontros, conferências, fóruns, etc.

O aluno poderá computar o máximo de 25 (vinte e cinco) por cento do total de 200 horas em atividades de extensão universitária realizadas na UFES, com participação ativa em projetos, como bolsista ou como voluntário; em comissão organizadora ou coordenadora de evento de extensão isolado; ou como agente passivo em cursos, seminários e demais atividades.

Do mesmo modo, considerando a importância que o estágio extracurricular representa para a formação dos alunos que cursam o Bacharelado em Geografia, poderá ser computado o máximo de 25 (vinte e cinco) por cento do total de 200 horas em atividades desenvolvidas em instituições de pesquisa, em grupos de pesquisa da Universidade, em empresas privadas ou de economia mista, em órgãos públicos municipais, estaduais e federais, que contemplem atividades compatíveis com a formação desde que devidamente regulamentadas pela Universidade mediante convênio e aprovadas pelo Colegiado de Curso.

Poderão, também, ser consideradas como estágios extracurriculares os trabalhos de iniciação científica e tecnológica, remuneradas ou não (PIBIC, PET, etc.), realizadas no âmbito da UFES e que contemplem atividades compatíveis com a formação.

O aluno deverá entregar ao colegiado de curso o formulário de avaliação do evento ou curso (mini relatório), documentado com cópia autenticada do certificado e do programa do evento ou curso. O colegiado emitirá parecer e deliberará sobre a carga horária válida para integralização das 200 horas de atividades extracurriculares.

Inicialmente, a contagem das horas deverá seguir o estabelecido no quadro  5,  porém está prevista a reavaliação das atividades e das cargas horárias correspondentes, bem como a introdução de outras atividades consideradas pertinentes, inclusive a incorporação de outras formas de aprendizagem e de formação presentes na realidade social, desde que integradas aos referenciais fundamentais da estrutura curricular.

Quadro 5 - ATIVIDADES ACADÊMICO-CIENTÍFICO-CULTURAIS

 

ATIVIDADES

COMPROVANTES

Participação em eventos científicos locais ou regionais na área de Geografia.

15 horas por evento (até 5)

Certificado

Participação em eventos científicos nacionais ou internacionais na área de Geografia.

20 horas por evento (até 5)

Certificado

Estágios extracurriculares – máximo de 25 (vinte e cinco) por cento da carga horária total mínima prevista de 200 horas.

Declaração do Núcleo Cedente

Apresentação de trabalho em eventos na área de geografia.

15 horas por trabalho até 5 trabalhos.

Certificado

Participação em eventos científicos em áreas afins

10 horas  por trabalho(até 5)

Certificado

Apresentação de trabalho em áreas afins

10 horas (até 5)

Certificado

Atividades de EXTENSÃO - PIBEX e PIVEX,  25 horas por atividade, máximo de 25 (vinte e cinco) por cento da carga horária total mínima prevista de 200 horas.

Comprovante

Atividades de representação discente junto aos órgãos da UFES.

10 horas por ano (até 5)

Comprovante

Monitorias Oficiais (Voluntárias) PAD, PID, PUB

A cada 80 horas de Monitoria contam-se 50 horas por semestre até 2 semestres;

Certificado

Monitorias Oficiais (Remuneradas) PAD, PID, PUB

A cada 80 horas de Monitoria contam-se 25 horas por semestre até 4 semestres;

Certificado

Aluno pesquisador: Iniciação científica / Iniciação tecnológica, PIBIC/PIVIC  e afim

25 horas por iniciação (até o máximo de 25 (vinte e cinco) por cento  da carga horária total mínima prevista de 200 horas.)

Certificado PRPPG ou do Órgão responsável

Trabalhos publicados em revistas especializadas, periódicos, livros...

25 horas por trabalho até o máximo de 5

Comprovante

Resumos publicados em revistas especializadas, periódicos, livros...

05 horas por trabalho até o máximo de 5.

Comprovante

Outras (participação em Bancas de Concurso, de monografia, orientação de monografia, atividades extras realizadas no âmbito do setor de trabalho, Palestras – assistidas ou ministradas, freqüência a cursos, dentro e fora da UFES), etc.): até o máximo de 50 (cinquenta) por cento da carga horária total mínima prevista de 200 horas, condicionada à apreciação pelo Colegiado de Curso etc...

Comprovante

TOTAL

200 horas

  1.  – Tabela de Equivalência

URRÍCULO 2000

CURRÍCULO 2006

CÓDIGO

DISCIPLINA

CHS

CÓDIGO

DISCIPLINA

CH

GEO00467

Climatologia

75

GEO05092

Climatologia Geográfica

60

GEO00462

Elem. de Cartografia

60

GEO05056

Cartografia Geográfica I

60

GEO 00468

Geomorf. Estrut. e Proc.

75

GEO05147

Geomorfologia

60

GEO00473

Geog. Urb/ Industrial

60

GEO05145

Geografia Urbana

60

GEO03636

Cartografia Temática

60

GEO05058

Cartografia Geográfica II

60

HIS00552

His. Econ. Contemporânea

45

HIS004690

Form. Mundo Contemp.

60

GEO02352

Fundamentos da Geografia

60

GEO05057

Elem. Epistemo.  Geogr.

60

ERN00466

Pedologia

45

GEO05811

Geopedologia

60

GEO00474

Geografia Agrária

60

GEO05982

Geografia Rural

60

GEO00990

Introdução a Pesquisa Geográfica

75

GEO05091

Metodologia da Pesquisa Geográfica

60

GEO00475

Geogr. Circ. e Transporte

60

GEO06307

Geografia da Mobilidade

60

GEO00477

Org. do Espaço Mundial

60

GEO05813

Region.  Espaço Mundial

60

GEO00480

Geografia Humana e Econômica do Brasil

60

GEO05980

Geografia Humana e Cultural do Brasil

60

GEO00482

Biogeografia

90

GEO05977

Biog. e Meio Ambiente

60

GEO03882

Sensoriamento Remoto

60

GEO05984

Introd.  Sens.     Remoto

60

GEO03881

Geografia Política

60

GEO06308

Geog. Pol. e Geopolítica

60

GEO03880

Geoprocessamento

60

GEO05089

Sist. de Informações Geográfica –SIGs

60

GEO 01743

Geogr. Apli. Planejamento

75

GEO09192

Geog. e Planejamento

60

ERN01742

Hidrologia Continental

60

ERN05916

Asp. Hidro.Continental

60

 

Obs. A disciplina CSO00185 - Etnologia e Etnografia do Brasil, 45 horas, optativa para o curso de Geografia, versão 2006, Licenciatura e Bacharelado, e obrigatória para a versão 2000, Licenciatura e Bacharelado, terá como equivalência a disciplina CSO01567- Etnologia Etnografia do Brasil, 60 horas, não pertencente aos Currículos do Curso de Geografia.

 

4.9 – EMENTAS

Para a organização do Currículo do Curso do Bacharelado, optou-se pela adoção das disciplinas do currículo de Licenciatura, 641 e 642, versão 2006.

Assim, foram incorporadas ao elenco de disciplinas do novo Currículo aquelas obrigatórias do Currículo da Licenciatura, excetuando as de caráter didático-pedagógico incluídas no elenco de disciplinas complementares e ou livres, juntamente com as demais disciplinas de caráter optativo.  

Foram incluídas no elenco de obrigatórias as disciplinas Economia Brasileira (Deptº de Economia), Aspectos de Hidrologia Continental, Ciências do Ambiente (Oceanografia), Geografia e Planejamento, Trabalho de Conclusão de Curso I e II, Estágio Supervisionado (Deptº de Geografia).

.

4.9.1 – DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS DO NÚCLEO ESPECÍFICO OFERTADAS PELO DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA

GEO05056 - CARTOGRAFIA GEOGRÁFICA I – 60 horas, 03 Créditos (30-00-30). A cartografia na Geografia: cartografia geral e cartografia geográfica. Elementos básicos para leitura e interpretação de cartas topográficas: fenômenos geográficos e suas representações gráficas e cartográficas; projeções cartográficas e sistema de referência terrestre; escala e generalização cartográfica.

GEO05058 - CARTOGRAFIA GEOGRÁFICA II - 60 horas, 03 Créditos (30-00-30). Pré-requisito: GEO05056 e GEO05089. Leitura, análise e interpretação de mapas temáticos; representações cartográficas sintéticas: síntese por sobreposição, tratamento gráfico da informação, coremas; Cartografia Geográfica na produção do conhecimento geográfico.

GEO00472 - GEOGRAFIA DA POPULAÇÃO - 60 horas, 03 créditos (30-30-00). Geografia da População: conceitos, objetivos, abrangência, interdisciplinaridade. Fontes de dados. População mundial: evolução, distribuição e seus fatores. A transição demográfica. Características da estrutura da população. Dinâmica populacional: natalidade e mortalidade. Dinâmica populacional: mobilidade espacial. População e Desenvolvimento: teorias, políticas. 

GEO05811 - GEOPEDOLOGIA - 60 horas, 03 Créditos (30-00-30). Pré-requisito: ERN00463. A história dos solos. Ciências do solo, Pedologia e Pedologia Tropical. Evolução dos estudos pedológicos. Conceitos de solo. Funções do solo. Aplicações científicas e utilitárias do estudo dos solos. Gênese dos solos: fatores e processos de formação do solo. Componentes do solo. Morfologia e propriedades do solo: as escalas de observação, métodos e técnicas; macromorfologia; noções de micromorfologia. As representações dos solos em perfil e em planta: escalas; objetivos; modelos. Relações clima-solo-relevo-vegetação. Relações solo-atividade antrópica.

GEO05984 - INTRODUÇÃO AO SENSORIAMENTO REMOTO - 60 horas, 03 Créditos (30-00-30). Princípios físicos do Sensoriamento remoto. O espectro eletromagnético. Características espectrais de materiais. Sistemas sensores. Sistemas aéreos. Interpretação de imagens aéreas. Sensores Orbitais. Interpretação de imagens.

GEO05089 - SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GEOGRÁFICAS – SIGs - 60 horas, 03 Créditos (30-00-30). Pré-requisito: GEO05056. Noções básicas de Tecnologias de Informação e Comunicação – TICs. Fundamentos Teóricos: dados espaciais os suportes dos SIGS; definição de SIG; inter-relações entre SIG; CADD, SGBD, SMDE e SR; introdução aos computadores; história dos Sistemas de Informações: século XIX; século XX; captura de dados para SIG: processos de captura de dados; dados vetoriais; dados raster; conversão dos dados do formato vetorial e dados em formato raster e vice-versa; exemplo de dados em SIG; saída de dados. Banco de dados: banco de dados em rede; banco de dados relacional; banco de dados hierárquico; banco de dados orientado ao objeto; principais bancos de dados comerciais. Funções dos SIGs: consulta; reclassificação; análise de proximidade; análise de contigüidade; operações de superposição; análises algébricas não cumulativas; análise algébrica cumulativa; análise de redes.

GEO05092 - CLIMATOLOGIA GEOGRÁFICA - 60 horas, 03 Créditos (30-00-30). Objetivos e campos de estudos para a Geografia. A Atmosfera terrestre: composição, massa e estrutura. Fatores e elementos integrados do clima: radiação, temperatura e precipitação. Circulação atmosférica. Classificações climáticas: abordagens. Distribuição dos climas do mundo. Microclimas. Variações e mudanças climáticas. Interações e repercussões das atividades humanas com o clima

GEO05147 - GEOMORFOLOGIA - 60 horas, 03 Créditos (30-00-30). Pré-requisito: ERN00463. Bases conceituais da Geomorfologia. Abordagens e métodos em Geomorfologia. Objetivos dos estudos e aplicações. As escalas. Conteúdos de cartas geomorfológicas e as representações do relevo. Forma (morfologia, compartimentação e parâmetros morfométricos); estrutura (lito-tectônica; cobertura pedológica); processo (processo morfodinâmico). Relações morfogênese-pedogênese. Teorias, modelos e abordagens evolutivas do relevo. 

GEO05977 - BIOGEOGRAFIA E MEIO AMBIENTE – 60 horas, 03 Créditos (30-00-30). Pré-requisito: GEO05092. Ciência Biogeográfica: Conceitos, Enfoques, Histórico; A Biogeografia no Brasil; Relação da Biogeografia com Ecologia e o Meio Ambiente; Biogeografia e Sistemas: os Ecossistemas e os Geossistema, Conceito de paisagem e a visão da Biogeografia, Classificação e distribuição dos seres vivos; Fatores abióticos e bióticos e a distribuição dos seres vivos; Domínios vegetacionais e faunísticos, As mudanças climáticas e os seres vivos; Biologia da Conservação e Diversidade Biológica, Conservação das Comunidades, Áreas protegidas e Manejo de  Ecossistemas, Conservação e o Desenvolvimento Sustentável, a  Biodiversidade no Brasil e as Políticas de Proteção Ambiental, Legislação ambiental brasileira; Biogeografia e a Agricultura; Biogeografia Urbana.

GEO05145 - GEOGRAFIA URBANA - 60 horas, 04 Créditos (60-00-00). O campo da geografia urbana. A natureza do espaço urbano. Conceitos. Escala, tipologia, processos e formas espaciais. Do diagnóstico de problemas urbanos à constituição de uma problemática. Fundamentos sociais da produção da cidade. Modo de produção, espaço e tempo. A cidade na história. Da origem da cidade, a cidade como centro de informações e decisões. A cidade no Brasil. Referências conceituais. A produção social do espaço construído. Do lugar ao espaço. Atores sociais e seus papéis. Apropriação privada e capitalista do espaço. A produção da diferença.

GEO05982 - GEOGRAFIA RURAL – 60 horas, 03 Créditos (30-00-30).O rural no pensamento geográfico. Limites e desafios conceituais e metodológicos: as dicotomias rural/urbano, campo/cidade, agricultura/indústria. As correntes teóricas sobre o rural. A agricultura nas formações pré-capitalistas. A agricultura sob o capitalismo: a renda da terra e as relações de produção e de trabalho no campo. Modernização do campo: o complexo agroindustrial, a “revolução verde” e a industrialização da agricultura. O espaço rural no Brasil: formação, organização, exploração, distribuição e comercialização da produção agropecuária.

GEO06307 - GEOGRAFIA DA MOBILIDADE - 60 horas, 04 Créditos (60-00-00). Histórico do pensamento geográfico sobre a mobilidade de pessoas, de produtos ou de pensamentos. A circulação e a geografia: origem/evolução/abrangência. Abordagens geográficas do fenômeno da circulação (geografia humana – econômica – espacial – descritiva – histórica – política – estruturalista / funcionalista / fenomenológica – ecológica – social – cívica – regional – aplicada...). Problemática de uma política de transporte: a demanda (no espaço e no tempo) – as modalidades – o planejamento (os traçados e os seus condicionantes / a acessibilidade / o papel do estado na concepção, na construção, na operação, na manutenção... – os conflitos – a frota. Significados geográficos da circulação (impactos... ordenamento do território).

GEO 05813 - REGIONALIZAÇÃO DO ESPAÇO MUNDIAL - 60 horas, 04 Créditos (60-00-00). Os conceitos de região e regionalização. Modernização e Organização do Espaço Mundial. O Velho e o Novo Imperialismo. O Terceiro Mundo: entre a dependência, o desenvolvimento e a crise. Da política do Estado à política da empresa: a crise do Estado-Nação. O papel das grandes corporações e das entidades supranacionais. Os blocos econômicos. Globalização e os novos focos de tensão: guerras, conflitos e crise no mundo. Regionalizações do Espaço Mundial: o Planeta Dividido em Mundos.

GEO05980 - GEOGRAFIA HUMANA E CULTURAL DO BRASIL - 60 horas, 04 Créditos (60-00-00). O Processo de Formação do território. Processos de Miscigenação. Formação da Sociedade Brasileira. As Estruturas Sociais de Poder. A Sociedade Escravocrata Colonial Brasileira. Formação da Sociedade Urbano-Industrial Brasileira.  As Minorias  Étnicas  no Território.  Herança Histórica e Cultural Brasileira. Desenraizamento / desterritorialização. Diversidade Cultural e Organização do Espaço Brasileiro.

GEO06308 - GEOGRAFIA POLÍTICA E GEOPOLÍTICA - 60 horas, 03 Créditos (30-30-00). Pré-requisito: GEO05813. Geografia Política e Geopolítica. Abordagens da Geografia do poder, estado, nação e território: concepções clássicas e teorias geopolíticas. O Estado Moderno e as políticas territoriais.

GEO05091 - METODOLOGIA DA PESQUISA GEOGRÁFICA - 60 horas, 03 Créditos (30-00-30). Objetivos da pesquisa geográfica. A questão do método. Formulação da problemática, hipóteses e metodologias de pesquisa geográfica. Ferramentas e técnicas da geografia, coleta, registro e tratamento das informações. Uso de tecnologias de informação e comunicação (TICs). Projeto de pesquisa.

GEO05057 - ELEMENTOS DE EPISTEMOLOGIA DA GEOGRAFIA - 60 horas, 04 Créditos (60-00-00). O que é epistemologia. A geográfica e a filosofia dos séculos XVIII e XIX. A geografia no contexto científico. Geografia ciência ou saber? Os caminhos da geografia: idealismo, positivismo, determinismo, empirismo, racionalismo, marxismo, anarquismo, funcionalismo, sistemismo, estruturalismo e pós-estruturalismo. A geografia e as outras ciências: geografia e ciências naturais, geografia e ciências da sociedade.

GEO09192 - GEOGRAFIA E PLANEJAMENTO – 60 horas, 03 créditos (30-30-00). Histórico do Planejamento Territorial no Brasil. O Planejamento como processo – diagnóstico, ação,implementação e avaliação. As políticas territoriais do Brasil e as repercussões para o Planejamento – programa de Gerenciamento Costeiro e Estatuto da Cidade. As bases físico-territoriais do Planejamento. Planejamento regional. Oficina de trabalho interdisciplinar para aplicação prática de metodologias de planejamento territorial em uma micro-região, município, cidade ou bacia hidrográfica do Espírito Santo.

GEO09222 - TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO I (TCC I)– 60 horas, 03 créditos (30-30-00). Pré-requisito: mínimo de 90 (noventa) créditos. Levantamento de fontes para elaboração de projetos, leituras programadas. Elaboração do projeto.

GEO09221 - TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO II (TCC II) - 60 horas, 03 créditos (30-30-00). Pré-requisito: GEO09222. Elaboração de um trabalho monográfico.

GEO06382 - ESTÁGIO SUPERVISIONADO – 120 horas, 06 créditos (60-60-00). Pré-requisito: mínimo de 70 (setenta) créditos. Interação com a realidade profissional no ambiente de trabalho. Integração dos conhecimentos de pesquisa, extensão e ensino em benefício da sociedade de acordo com a realidade local e nacional.

 

4.9.2 – DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS DO NÚCLEO COMPLEMENTAR OFERTADAS POR OUTROS DEPARTAMENTOS

ERN00463 - GEOLOGIA GERAL – 90 horas, 05 créditos (60-30-00). A Terra e seu conjunto e a litosfera. Geologia histórica. Noções gerais de mineralogia e petrografia: definições, classificações, tipos e características principais dos minerais e rochas. Geologia dinâmica: fenômenos internos e externos – causas e efeitos. Implicações na Geomorfologia.

ERN06183 – CIÊNCIAS DO AMBIENTE - 60 horas, 04 créditos (60-00-00). Noções gerais dos Meios físico, biótico e antrópico; dos ciclos da vida, dos principais biomas brasileiros e suas ecologias, do solo, da água e do ar; conhecimento básico dos resíduos sólidos quanto à segregação, gerenciamento e destinação; da vegetação como indicadora da qualidade ambiental; da utilização racional dos ambientes e conhecimento das linhas básicas do sistema de licenciamento ambiental.

ERN05916 – ASPECTOS DE HIDROLOGIA CONTINENTAL – 60 horas, 04 créditos (60-00-00). Introdução. Bacia hidrográfica. Ciclo Hidrológico. Planejamento e gestão de bacias.

FIL00428 - INTRODUÇÃO A FILOSOFIA – 60 horas, 04 créditos (60-00-00). O que é Filosofia. As questões centrais da Tradição Filosófica. Análise filosófica do mundo atual. Filosofia e conhecimento. Filosofia contemporânea. Temas de Filosofia para formação acadêmica específica do curso.

STA00662 - NOÇÕES GERAIS DE ESTATÍSTICA – 60 horas, 03 créditos (30-30-00). Conceitos Gerais - Noções de Amostragem - Fases do Trabalho Estatístico - Seriação e Tabulação - Representação Gráfica - Distribuições de Freqüências - Medidas Estatísticas - Noções de Probabilidade - Distribuição Binomial - Curva Normal e Aplicações - Transformações de Notas em Notas Padrão - Distribuição “t” de Student - Prova do Qui-Quadrado.

CSO00176 - SOCIOLOGIA GERAL – 60 horas, 04 créditos (60-00-00). As condições históricas do surgimento da sociologia. A revolução industrial, a revolução francesa e a situação intelectual. A Sociologia como ciência: o objeto de estudo, métodos de abordagem. Principais correntes teóricas. A contribuição da sociologia para compreensão da sociedade brasileira. Temas clássicos e contemporâneos da sociologia.

CSO00184 - INTRODUÇÃO A ANTROPOLOGIA – 60 horas, 04 créditos (60-00-00). Introdução aos métodos e objetos da antropologia. Abordagem preliminar de seus temas básicos.

HIS04690 – FORMAÇÃO DO MUNDO CONTEMPORÂNEO – 60 horas, 04 créditos (60-00-00). A passagem do feudalismo para o capitalismo.  O século XIX: desenvolvimento do capitalismo e cientificidade.  O imperialismo no mundo.  O Brasil na ordem mundial.

ECO06184 – ECONOMIA BRASILEIRA – 60 horas, 04 créditos (60-00-00). Origens da indústria no Brasil; a industrialização restringida: processo de industrialização por substituição de importações, Plano de Metas, crise e ajustamento nos anos sessenta; o Milagre econômico brasileiro e o Plano de Metas; crise dos anos setenta; as experiências de estabilização dos anos 80 e 90; fase atual e perspectivas.

 

4.9.3 - DISCIPLINAS OPTATIVAS DO NÚCLEO ESPECÍFICO A SEREM OFERECIDAS PELO DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA

GEO00469 - GEOMORFOLOGIA CLIMÁTICA – 60 horas, 04 créditos (60-00-00). Evolução dos estudos de Geomorfologia climática. O clima e o relevo continental.Os grandes conjuntos morfoclimáticos do Globo. Dinâmica morfoclimática da zona intertropical. Domínios morfoclimáticos do Brasil.

GEO00461 - INTRODUÇÃO À CARTOGRAFIA - 60 horas, 03 créditos (30-30-00). Relações da cartografia com as outras ciências; aplicações da trigonometria aos problemas topográficos. Topografia; plano topográfico; necessidade de uma origem única, e de amarração dos pontos à rede geodésica. Escalas; processos de desenho topográfico; avaliação de áreas. Representação do relevo terrestre; representações antigas, representações modernas. Corte e perfil.

GEO00470 - GEOMORFOLOGIA SUBMARINA E LITORÂNEA – 60 horas, 04 créditos (60-00-00). Hidrologia marinha. Origem das águas, composição, movimentos, variação relativa do nível do mar. Poluição Marinha. Os oceanos e o clima: balanço energético da Terra. Os climas do mar e das franjas litorâneas. Geomorfologia litorânea e submarina.  Os lagos: tipos e características.

GEO00471 - COSMOGRAFIA – 60 horas, 04 créditos (60-00-00). Cosmografia e Geografia. Origem do Universo: as hipóteses cosmogônicas. Os astros: classificação e caracterização. A esfera celeste: coordenadas e posição. O sistema solar: órbitas dos componentes, configurações planetárias. A Terra no espaço: forma e dimensões, gravitação universal e movimentos da Terra, Sol: física solar, processos de energia solar. A Lua - influências sobre a Terra.

GEO01733 - FITOGEOGRAFIA DO BRASIL– 45 horas, 03 créditos (45-00-00) A investigação científica e os estudos sobre distribuição e disseminação dos vegetais e da vegetação do Brasil. A fitogeografia e os fatores ecológicos. As associações e as formações vegetais no Brasil. O fitogeógrafo e o reconhecimento da cobertura vegetal do Brasil.O trabalho de campo e os herbários. Conservação de flora e legislação. Recursos florísticos e vegetacionais brasileiros.

GEO00479 - GEOGRAFIA FÍSICA DO BRASIL - 60 horas. 04 créditos (60-00-00). Pré-requisitos: não há. O espaço territorial brasileiro. O litoral. As grandes unidades de relevo: aspectos morfológicos, estruturais e genéticos. Dinâmica climática e tipos de climas. Tipos de vegetação: características fisionômicas, relações climáticas e edáficas. Sistemas hidrográficos e regimes.

GEO00481 - REGIÕES BRASILEIRAS - 60 horas. 04 créditos (60-00-00). Proposições de regionalização do Brasil:  análise  crítica.  A produção do espaço nacional e a questão dos desequilíbrios regionais. Estudo de temas geográficos que evidenciem o processo de organização do espaço das regiões brasileiras.

GEO02351 - ECOSSISTEMA MANGUEZAL - 60 horas. 03 créditos (30-30-00). Histórico, origem, distribuição geográfica e importância dos manguezais. O manguezal, a Geografia Física e a abordagem sistêmica. Principais impactos antrópicos, legislação e manejo dos manguezais. Pesquisa em  manguezais.

GEO00478 - AMÉRICA LATINA - 60 horas. 04 créditos (60-00-00). Áreas centrais e periféricas. Projeções espaciais da ordem econômica internacional. A América Latina: suporte territorial, bases físicas. O processo colonial de ocupação e a produção do espaço. A estrutura fundiária e os processos de reforma agrária. O fenômeno urbano - a macrocefalia. A industrialização tardia e a questão das dívidas externas. Os blocos regionais e a integração continental.

GEO00476 - REGIÃO E ORGANIZAÇÃO ESPACIAL - 60 horas. 04 créditos (60-00-00). Paradigmas da Geografia. Evolução do conceito de região e tipos de regiões. Regionalização: tipos, métodos e técnicas. Abordagens atuais no estudo Regional: um estudo de caso.

GEO00985 - GEOGRAFIA HUMANA E ECONÔMICA DOS MARES - 60 horas. 04 créditos (60-00-00). Pré-requisitos: Não há. O mar e a distribuição espacial da humanidade. O mar, fonte de alimento. O mar, fonte de energia e produtos minerais. O papel do mar na economia nacional.

GEO09176 – DEMOGRAFIA - 60 horas. 03 créditos (30-30-00). Teorias populacionais. Fontes de dados demográficos. A transição demográfica. Características de estrutura da população. Os fenômenos demográficos - mortalidade, fecundidade e migração – medidas, análise dos níveis e dos determinantes. Migração e urbanização. Evolução da população: estimativas de população.

GEO01732 - GEOGRAFIA DO ESPÍRITO SANTO - 60 horas. 03 créditos (30-30-00). A produção do espaço capixaba: suporte territorial e processos de ocupação. Atividades econômicas e impactos espaciais: estudo de caso.

GEO03637 - TÉCNICAS DE PESQUISA APLICADA A GEOGRAFIA - 60 horas. 03 créditos (30-30-00). Pesquisa científica: teoria, hipóteses e variáveis. Coleta, organização, mensuração, representação e análise de dados. Medidas de tendência central e dispersão. Princípios de amostragem. Abordagem multivariada em ciências sociais, correlação, análise fatorial e análise de classificação.

GEO07017 - CONCEITOS DE GEOGRAFIA HUMANA – 60 horas, 04 Créditos (60-00-00). O espaço geográfico: espaço e poder. Região: conceito obstáculo ou conceito dinâmico. Paisagens rurais e urbanas: representações, silhuetas e perfis. Territórios e territorialidades: movimentos sociais, povos, Estado, nação e globalização. Pluralidade de lugares: do local ao global.

GEO09201 - HISTÓRIA DO PENSAMENTO GEOGRÁFICO MODERNO - 60 horas, 04 Créditos (60-00-00). Os fundadores da geografia moderna. A fundação da geografia moderna na segunda metade do século XIX. A geografia até a primeira metade do século XX. O pós-guerra e a renovação da geografia.

GEO09208 - OS DOMÍNIOS DA GEOGRAFIA HUMANA CONTEMPORÂNEA - 60 horas, 03 Créditos (30-30-00). Derivas geográficas. Geografia cultural, geografia humanística, geografia da percepção, geografia das redes e sistemas, geografia da saúde, geografia dos riscos, geografia da violência, geografia da fome, psicogeografia, geografia imaginaria, cartas mentais e imagens mentais, geografia do turismo.

GEO09187 - ESTUDOS DE GEOGRAFIA URBANA E CULTURAL - 60 horas, 03 Créditos (30-30-00). Conceituações de cultura em Geografia. Renovação do conceito de cultura nas ciências humanas e sociais. Modernidade, cultura e novas relações espaço-tempo. A lógica da cultura global capitalista. Sociedade pós-industrial e sociedade do consumo: conceitos e noções em Geografia. Cultura e patrimônio histórico e cultural no Brasil. Manifestações culturais no espaço brasileiro.

GEO09194 - GEOGRAFIA POLÍTICA DO BRASIL - 60 horas, 03 Créditos (30-30-00). Pré-requisito: Geografia Política e Geopolítica. O pensamento geopolítico no Brasil. Formação territorial do país. A Escola Superior de Guerra e a Geopolítica brasileira. Desigualdades regionais. Políticas territoriais.

GEO09207 - MÉTODOS QUANTITATIVOS APLICADOS À GEOGRAFIA – 60 horas, 03 Créditos (30-30-00). Pesquisa científica. Amostragem. Tabelas e Gráficos. Medidas de tendência central, de dispersão e de correlação. Indicadores: conceituação, construção e análise. Abordagem multivariada: análise de regressão, análise de componentes principais, análise aglomerativa.

GEO06369 - SEMINÁRIOS DE GEOGRAFIA I - 60 horas, 03 Créditos (30-30-00). Novos temas da geografia. Atualizações e aperfeiçoamento em geografia e áreas afins. Reflexões sobre a realidade regional. Estudos de caso em geografia. Apresentação de resultados de pesquisas científicas.

GEO06370 - INTRODUÇÃO A GEOGRAFIA ECONÔMICA - 60 horas, 04 Créditos (60-00-00). A Geografia econômica no pensamento geográfico. Teorias e lógicas locacionais das empresas. Divisão territorial do trabalho e os circuitos espaciais de produção. Estado, economia e território. Reestruturação produtiva e as novas dinâmicas territoriais. Desenvolvimento regional e sustentabilidade. Elementos da economia mundial e brasileira. Estudos empíricos sobre economia e espaço no Estado do Espírito Santo.

GEO09170 - ANÁLISE E GESTÃO AMBIENTAL - 60 horas. 04 Créditos (60-00-00). Conceitos e Definições de Meio Ambiente. A questão ambiental contemporânea: problemas e soluções globais. Principais conceitos e teorias do planejamento e gestão  ambiental. Fases da avaliação de impactos ambientais e sua inserção no planejamento. Métodos e procedimentos para avaliação qualitativa e quantitativa dos Impactos Ambientais. Os instrumentos da política ambiental brasileira Estudos dos Impactos Ambientais (EIA) e o relatório de impacto ambiental (RIMA) na legislação brasileira. Prática de elaboração de EIAs/RIMAs no Brasil: a ótica de um executor, a ótica de um empregador  e a ótica de um órgão público. Analise crítica da avaliação de impacto ambiental no Brasil. Auditoria Ambiental e o processo de certificação. Normas e Aspectos legais.

GEO09171 - ANÁLISE ESTRUTURAL DA COBERTURA PEDOLÓGICA - 60 horas, 03 Créditos (30-00-30). Bases conceituais da Abordagem da Análise Estrutural da Cobertura Pedológica. As principais características das coberturas pedológicas. Fatores de gênese e evolução do solo. As transformações morfológicas sofridas pelo material de origem. Os sistemas de transformação. Identificação da cobertura pedológica e representação cartográfica da cobertura pedológica. Interpretação geopedológica.

GEO09260 - MANEJO DE ECOSSISTEMAS TROPICAIS - 60 horas, 03 Créditos (30-30-00). Conceitos básicos ligados ao manejo de ecossistemas; os ecossistemas tropicais e seu estado de conservação; disponibilidade de recursos naturais nos ecossistemas tropicais e o desenvolvimento sustentável; Unidades de Conservação: como e por quê criá-las; Sistema Nacional de Unidades de Conservação; exemplos de manejo de ecossistemas; as questões fundiárias em unidades de conservação; os projetos de ecoturismo e educação ambiental nos ecossistemas tropicais brasileiro.

GEO09197 - GEOGRAFIA , TURISMO E EDUCAÇÃO AMBIENTAL - 60 horas, 03 Créditos (30-00-30). Principais conceitos e terminologias empregadas.  Contextualização histórica e teórica do turismo e suas várias modalidades, ligadas à percepção geográfica; Estudo dos fundamentos legais e políticos (implementação de leis, decretos e diretrizes pela EMBRATUR, IBAMA, etc.) ligados às atividades turísticas e de lazer em áreas de preservação ambiental;  Análise dos principais programas turísticos  e recreativos implantados no Brasil; Princípios e Fundamentos da Educação Ambiental; Conceitos e Representações em Educação Ambiental; Simulação de alternativas de planejamento e execução de estratégias para o estabelecimento de programas de educação ambiental interligados com atividades de turismo e lazer como fonte de renda para comunidades.

GEO09191 - GEOGRAFIA DOS MARES - 60 horas, 03 Créditos (30-00-30). Litoralização da humanidade e maritimidade. Talassografia: o mar como fonte de alimentos – o mar como fonte de energia e de produtos minerais – o mar como elo entre os povos (transportes marítimos – portos – indústria naval) – o mar como área recreativa – urbanização e rurbanização litorânea. Planejamento territorial/ambiental costeiro, sustentabilidade e capacidade de suporte.

GEO09198 - GEOGRAFIA, TURISMO E LAZER - 60 horas, 03 Créditos (30-00-30). Histórico do pensamento geográfico no que diz respeito ao ócio. O fenômeno do turismo e do lazer (definição / tipologia / conceitos / imagens e representação / significados...). O espaço do turismo e do lazer (urbano / rural / litoral marítimo / montanhoso / protegido... espaços dos países emergentes...) Contribuição geográfica para uma política do turismo e do lazer (delimitação / compartimentação / inventário / sustentabilidade / capacidade de suporte...) Planejamento territorial (integrado e indagativo) e gestão (do espaço e do tempo).

GEO09205 - LEITURA, ANÁLISE E INTERPRETAÇÃO DE DOCUMENTOS CARTOGRÁFICOS SISTEMÁTICOS - 60 horas, 03 Créditos (30-00-30). Significado geopolítico e científico dos levantamentos sistemáticos no Brasil: séries topográficas, projeto Radambrasil/Levantamento de Recursos Naturais. Elementos técnicos dos levantamentos sistemáticos. Análise e correlação. Cartografia de paisagens.

GEO07000 - AEROFOTOGEOGRAFIA - 60 horas, 03 Créditos (30-00-30). Noções de aerofotogrametria. Estereoscopia. Fotoidentificação e fotointerpretação geográfica. Mapeamento temático a partir de fotointerpretação. Trabalho de campo.

GEO09173 - CARTOGRAFIA ESCOLAR - 60 horas, 03 Créditos (30-00-30) Desenvolvimento do campo de pesquisa em cartografia escolar no Brasil e no mundo; alfabetização.

GEO09223 - TRATAMENTO DE IMAGENS ORBITAIS E APLICAÇÕES GEOGRÁFICAS - 60 horas, 03 Créditos (30-00-30). Introdução, definição e importância do sensoriamento remoto; radiação solar; atmosfera terrestre e sua interação com a radiação solar; noções básicas sobre solo e sua interação com a radiação solar; noções básicas sobre vegetação e sua interação com a radiação solar; noções básicas sobre água e sua interação com a radiação solar; sistemas sensores; sistemas sensores utilizados para coleta de dados espectrais em nível terrestre; sistemas sensores utilizados em nível suborbital; satélites – conceitos, classificação e objetivos; sensores utilizados para coleta de dados em nível orbital; metodologia de análise de dados coletados por sensores orbitais; considerações gerais sobre análise de imagens coletadas por sensores orbitais; interpretação visual de imagens orbitais; processamento de imagens digitais; tratamento de dados digitais.

GEO09188 - FÍSICA DO SOLO - 60 horas, 03 Créditos (30-00-30). As Ciências dos Solos. Textura do solo. Relações massa-volume. Estrutura do solo. Retenção de água pelo solo. Movimento da água no solo. Consistência do solo. Relações solo-planta-relevo-hidrodinâmica-erosão. Controle da erosão e manejo da cobertura do solo.

GEO09199 - GEOMORFOLOGIA DE PROCESSOS DE VERTENTE - 60 horas, 03 Créditos (30-00-30). Histórico dos estudos de processos geomórficos de vertente. Abordagens e experimentos.  Processos morfodinâmicos: fatores e manifestações. Fenômenos hidrológicos x fenômenos gravitacionais. Morfogênese pluvial: mecânica da precipitação; escoamento superficial; escoamento subsuperficial; movimentos de massa. Agentes, tipologia e feições. Magnitude e freqüência de processos. 

GEO06386 MAPEAMENTO GEOMORFOLÓGICO. 60 Horas, 03 créditos (30-00-30). Introdução: Princípios do mapeamento geomorfológico; interpretação geomorfológicas de imagens; feições físicas do terreno e padrões morfológicos básicos; arranjo geométrico espacial; interpretação e representação de fatos geomorfológicos; documentação cartográfica, representação de seções e perfis geomorfológicos.

GEO09203 - INTRODUÇÃO A MUDANÇAS CLIMÁTICAS GLOBAIS. 60 horas, 03 créditos (30-30-00). 1. O papel do fluxo de energia no sistema climático. 2. O ciclo da água e o vapor d’água. 3. CO2 e ciclo do carbono no sistema climático. 4. A biosfera e a interação com o sistema climático. 5. O desmatamento e as conseqüências no sistema climático. 6. Industrialização e os impactos na atmosfera inferior. 7. Paleoclimas. 8. As mudanças do nível relativo médio do mar e a costa habitada.9. Cenários

 

4.9.4 - DISCIPLINAS OPTATIVAS DO NÚCLEO COMPLEMENTAR  E LIVRE OFERTADAS POR OUTROS DEPARTAMENTOS.

PSI00764 - PSICOLOGIA DA EDUCAÇÃO – 60 horas, 04 créditos (60-00-00). Relação Psicologia e Educação. A dinâmica psico-social da educação: sistema educacional brasileiro, práticas educacionais e cotidiano escolar. Concepções de aprendizagem e processos educacionais. (alterada).

DID02503 - DIDÁTICA B VI – 60 horas, 04 créditos (60-00-00). As diferentes concepções de educação. Educação de hoje: tendências, desafios, crises. Didática: conceitos, objeto, diferentes concepções e relações com outros campos de conhecimento. Os processos didáticos de aprendizagem e ensino: planejamento de Ensino. Conteúdos de Ensino. Métodos e Técnicas de ensino. Recursos de Ensino. Avaliação do processo ensino-aprendizagem. O cotidiano da sala de aula.

ERN00488 - ELEMENTOS DE ECOLOGIA - 75 horas. 04 créditos (45-30-00). Pré-requisitos: Não há. Noções Gerais de ecologia. Fatores ecológicos: abióticos e bióticos. Noções de ecossistema. Fluxo de energia e transferência de matéria. A produtividade nos ecossistemas. Dinâmica e evolução ecossistemática.

ERN01745 - INTRODUÇÃO À SEDIMENTOLOGIA - 60 horas. 03 créditos (30-30-00). Pré-requisitos: Não há. Introdução. Intemperismo. Ciclo sedimentar. Propriedade dos sedimentos. Transporte e sedimentação. Ambiente de sedimentação e facies sedimentares. Sedimentação e tectônica. Interpretação geológica das rochas sedimentares. Importância prática e econômica dos estudos de processos e produtos sedimentares.

ERN00989 - OCEANOGRAFIA GERAL - 75 horas. 04 créditos (45-30-00). Pré-requisitos: Não há. Introdução à Oceanografia. Diagrama T-S. Propagação da luz e do som no meio oceânico. Circulação superficial. Estuários. Composição química da água do mar. Interação entre o ambiente, a flora e a fauna marinha. Características e métodos de estudo do plâncton, necton e bentos. Produção marinha. Produtos marinhos e interesses econômicos.

ERN02825 - ASPECTOS GEOLÓGICOS DO ESPÍRITO SANTO. 60 horas. 04 créditos (60-00-00). Pré-requisitos: ERN0463. Geologia Histórica do Brasil; Eventos Geológicos Brasileiros; o Pré-Cambriano no Espírito Santo; Eventos Mesozóicos no Espírito Santo; Eventos do Terciário no Espírito Santo; A Formação Barreiras; Eventos do Quaternário no Espírito Santo; As bacias sedimentares; o Quaternário Costeiro.

ERN00988 - PROPRIEDADE E FERTILIDADE DOS SOLOS - 45 HORAS. 03 créditos (45-00-00). Pré-requisitos: Não há. Os elementos constituintes do solo. Os colóides do solo e suas propriedades. Estudos dos elementos que compõem as bases totais do solo. Os oligo-elementos do solo. Os elementos traços do solo. Problemas de adubação e correção de fertilidade.

ERN01546 - POLUIÇÃO AMBIENTAL - 60 horas. 04 créditos (60-00-00). Pré-requisitos: Não há. Noções de Ecologia. O homem no ecossistema. Poluição do ar, do solo e da água. Poluição térmica, sonora e radioativa. Avaliação do impacto ambiental. Planejamento ambiental.

EPS05149 - TÓPICOS ESPECIAIS do ENSINO I – 60 horas, 03 Créditos (30-00-30).  Pressupostos teórico-metodológicos do ensino de Geografia. Pesquisa como ação docente: a elaboração do pensamento geográfico dos alunos e dos professores na educação básica.

EPS05979 - TÓPICOS ESPECIAIS de ENSINO II – 60 horas, 03 Créditos (30-00-30). Pré Requisito: DID05149. Os procedimentos didáticos no ensino de Geografia e no cotidiano escolar. Criação, elaboração, seleção, avaliação e uso de recursos didáticos no ensino de Geografia. A pesquisa como possibilidade de criação de procedimentos técnicos e de recursos didáticos para o ensino de Geografia.

CSO00185 - ETNOLOGIA E ETNOGRAFIA DO BRASIL – 45 horas, 03 créditos (45-00-00). Pré-requisito: Introdução à Antropologia. Conceito de cultura e critica do etnocentrismo.Conhecimento da formação da população brasileira. Contribuição étnica, diferencial dos vários grupos. Constituição das minorias étnicas e configuração social e cultural brasileira.

CSO02937 - FORMAÇÃO SÓCIO-ECONÔMICA E POLÍTICA DO BRASIL – 60 horas, 04 créditos (60-00-00). O modelo econômico primário–exportador, a sociedade civil e o Estado brasileiro até 1930. A crise do setor agro-exportador e a Revolução de 30. A industrialização e o Estado Novo. A sociedade civil e o estado sob a vigência da democracia populista. A internacionalização da economia, a aceleração do processo de urbanização e as contradições urbanas sob a vigência do regime militar pós 64. A transição democrática. As perspectivas atuais e futuras da sociedade brasileira.

CSO02942 - FORMAÇÃO SÓCIO-ECONÔMICA, POLÍTICA E CULTURAL DO ESPÍRITO SANTO. 60 horas, 04 créditos (60-00-00). O processo de formação do Espírito Santo no período colonial. A forma de inserção do Espírito Santo na economia cafeeira paulista. As especificidades do Espírito Santo no contexto das transformações sócio-econômicas e políticas do Brasil até fins dos anos 60. As transformações ocorridas no Espírito Santo a partir dos anos 70. As especificidades da modernização conservadora no Espírito Santo: aspectos políticos, econômicos, sociais, culturais, tecnológicos e ambientais. As perspectivas futuras.

CSO02635 - SOCIOLOGIA DA EDUCAÇÃO - 60 horas, 04 créditos (60-00-00). O referencial teórico-sociológico da educação: educação como processo social de integração, contradição e transformação da sociedade. Desenvolvimento da sociedade brasileira e educação. A educação formal e informal como espaço político de luta pela hegemonia. Relação entre educação e desigualdade social. Estado e educação. Trabalho e educação: aspectos sociológicos.

CSO02940 - SOCIOLOGIA DA QUESTÃO AGRÁRIA. 60 horas, 04 créditos (60-00-00). Origens agrárias da sociedade brasileira. Formação do mundo contemporâneo e a questão agrária. Reforma agrária e movimentos sociais no campo.

CSO02941 - SOCIOLOGIA URBANA. 60 horas, 04 créditos (60-00-00). As principais correntes de pensamento sobre as cidades modernas. A Sociologia Urbana da Escola de Chicago. Da crítica à Escola de Chicago aos teóricos franceses. A Antropologia Urbana. As contribuições do pensamento latino-americano, em geral e brasileiro, em particular, sobre a questão urbana. (Sugestão de Pré-requisito: Geografia Urbana).

FIL02439 – HISTÓRIA DA FILOSOFIA I – 60 horas – 04 créditos (60-00-00). A emergência do saber filosófico. As diferenças entre ciência, mitologia, teologia e filosofia. A noção de verdade. A “polis”, a cosmologia e a ética.

FIL02488 - FILOSOFIA DOS MOVIMENTOS SOCIAIS – 60 horas – 04 créditos (60-00-00). A relação Filosofia-Movimentos Sociais. Epistemologias subjacentes aos estudos dos movimentos sociais no Brasil. Reflexão filosófica sobre a dialética de um movimentos social em efetivação na sociedade brasileira.

FIL02457 - FILOSOFIA POLÍTICA I – 60 horas – 04 créditos (60-00-00). Filosofia e Política. Fundamentação filosófica da prática política. Estado e Poder na Filosofia grega. Estado e poder na Filosofia moderna. Questões de Filosofia Política na sociedade contemporânea.

FIL02460 - TEORIA DAS CIÊNCIAS I – 60 horas – 04 créditos (60-00-00).  Problematização do estatuto das ciências humanas. O problema da consciência histórica em Hegel e em Marx. A via hermenêutica. A positividade das ciências humanas em Dilthey e Comte. Marx Weber e as Ciências humanas. A teoria fenomenológica de Husserl. Ciências humanas e política.

FIL02442- TEORIA DO CONHECIMENTO I – 60 horas – 04 créditos. Questões gerais: possibilidade, origem, natureza e tipos de conhecimento. A questão da verdade. Resposta ao ceticismo.Certeza e dúvida radical. Teoria e Realidade. A questão da objetividade. Explicação e Compreensão.

SSO00229 – POLÍTICA HABITACIONAL – 60 Horas, 04 créditos (60-00-00).. Discussão conceitual acerca da questão habitacional correlacionada à análise da problemática urbana e ao debate sobre as políticas sociais no Brasil. A trajetória histórica da Política Habitacional Brasileira e seu impacto sobre as demandas da sociedade. A problemática da morada e a movimentação dos diferentes atores sociais, a questão da demandas e respostas. A realidade específica do Espírito Santo e a política local. A atuação do Serviço Social na questão da moradia.

STA04695 – ESTATÍSTICA APLICADA às CIÊNCIAS SOCIAIS II – 60 horas, 03 créditos (30-30-00). A Estatística Inferencial – Estimação de Parâmetros – Amostragem Aleatória Simples – Amostragem por Cotas – Testes Estatísticos de Hipóteses – Noções de Métodos Multivariados.

LET02630 – LÍNGUA PORTUGUESA – 60 HORAS, 04 créditos (60-00-00). Produção e compreensão de texto como prática interdisciplinar. Análise do texto do aluno (a questão da textualidade). A tipologia textual: prática e análise dos diferentes tipos de textos produzidos pelos alunos.

ECO07705 – INTRODUÇÃO à ECONOMIA POLÍTICA – 60 horas, 04 créditos (60-00-00).  Evolução histórica da Ciência Econômica. Paradigmas atuais; o capitalismo contemporâneo e o capital financeiro; Economia Brasileira: política econômica e perspectivas sob um enfoque crítico; temas econômicos atuais.

5*666. BIBLIOGRAFIA

BRASIL. Lei n. 9.394/96, de 20 de dezembro de 1996. Fixa as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, Brasília: v. 134, 23 dez. 1996.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, nº 9394, de 20 de dezembro de 1996.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS: Geografia. Secretaria da Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1998.

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. Parecer CNE/CP 009/2001. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Brasília: 8 maio 2001.

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. Parecer CNE/CP 27/2001, altera alínea c do parecer CNE/CP009/2001.

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. Parecer CNE/CP 28/2001. Dá nova redação ao Parecer CNE/CP nº. 21/2001.

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. CONSELHO PLENO. Resolução CNE/CP 1, de 18 de fevereiro de 2002. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Diário Oficial da União, Brasília: Seção 1, p. 31, 9 abr. 2002.

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. CONSELHO PLENO. Resolução CNE/CP 2, de 19 de fevereiro de 2002. Institui a duração e a carga horária dos cursos de licenciatura, de graduação plena, de formação de professores da Educação Básica em nível superior. Diário Oficial da União, Brasília: Seção 1, p. 9, 4 mar. 2002.

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. Resolução CNE/CES Nº. 14/2002. Estabelece Diretrizes Curriculares para o Curso de Geografia.

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. Parecer CNE/CES nº 329/2004. Trata da carga horária mínima dos cursos de Graduação, Bacharelado, na modalidade presencial.

DINIZ, José Felizola. O Geógrafo Profissional no Brasil. III Encontro da AGB, Fortaleza, 1978. In: G.G. Azevedo. Análise Crítica do Ensino e da Formação do Profissional de Geografia no Brasil. Ver. Geografia e Ensino, ano 2, nº8, 1988.

ForGRAD em revista. N.I (maio 2006). Vitória: EDUFES, 2006.

LACOSTE, Yves.Geografia: isso serve,em primeiro lugar, para fazer a guerra. Campinas, SP: Papirus, 1988.

TITARELLI, Augusto. Bacharelado e Licenciatura. Simpósio Teoria e Ensino de Geografia. Belo Horizonte, 1983. In: G.G. Azevedo. Análise Crítica do Ensino e da Formação do Profissional de Geografia no Brasil. Ver. Geografia e Ensino, ano 2, nº8, 1988.

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910